Como preparar a Hialuronidase nas intercorrências

Como preparar a Hialuronidase nas intercorrências

Aprenda como preparar e administrar a Hialuronidase nas intercorrências com Ácido Hialurônico para se tornar um injetor completo. Continue a leitura!

A hialuronidase desempenha um papel crucial na prática estética, especialmente quando se trata de reverter os efeitos indesejados de preenchimentos dérmicos à base de ácido hialurônico. Sua reconstituição adequada é fundamental para garantir resultados eficazes e seguros. Embora não haja um padrão universal para a reconstituição da hialuronidase, neste artigo, abordaremos diretrizes gerais e processos seguidos por profissionais experientes. 

Hidratação da Hialuronidase

Geralmente a hialuronidase é fornecida liofilizada em frascos, exigindo hidratação para atingir sua forma ativa, semelhante ao processo envolvido na preparação de toxina botulínica. Este passo é essencial para garantir a eficácia da enzima durante a administração. 

É importante observar que a hialuronidase é estável em temperatura ambiente, eliminando a necessidade de armazenamento na geladeira. Isso proporciona uma maior flexibilidade em termos de logística e manuseio. 

Processo de Diluição da Hialuronidase

Sempre diluir a hialuronidase, com o frasco de soro fisiológico estéril vem junto com o pó liofilizado, que em temperatura ambiente é prática e eficaz. Esta escolha é respaldada pela estabilidade da composição molecular da enzima em temperaturas normais. 

Cada marca de hialuronidase possui seu próprio prazo de validade e dosagem específica, tornando essencial a individualização do processo. Para diluir a ampola, recomenda-se uma proporção que varia entre 1000 e 500 Unidades de Trabalho de Reconstituição (UTR) por 1 ml de soro fisiológico. 

Exemplo Prático de Diluição:

Algumas sugestões de diluição são:

  • Ampola de 3000 UTR: Aplicar 3 ml (1000 UTR por ml) 
  • Ampola de 3000 UTR: Aplicar 6 ml (500 UTR por ml)  

Essa abordagem oferece uma margem de flexibilidade, permitindo ajustes de dosagem conforme necessário, de acordo com as características individuais do paciente e os requisitos específicos do procedimento.

Antes de iniciar qualquer protocolo de administração de hialuronidase, é imperativo realizar um teste alérgico. Este passo prévio ajuda a identificar possíveis reações adversas, garantindo a segurança do paciente. 

Durante a administração, a dosagem recomendada muda de acordo com a quantidade de ácido hialurônico aplicado e a região de aplicação, normalmente varia entre 150 e 500 UTR por região, dependendo das necessidades específicas. Essa faixa permite uma adaptação personalizada, considerando a extensão do preenchimento dérmico a ser corrigido. 

Preparar e administrar hialuronidase demanda atenção a detalhes específicos para garantir resultados eficazes e seguros. É fundamental lembrar que a prática ética, a formação contínua e o respeito às normas regulatórias são componentes essenciais para uma administração segura e eficaz da hialuronidase. 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe!

Receba novidades e informações em primeira mão

Receba novidades e informações em primeira mão

logo alur medical
Alur Medical® LTDA

Fale conosco

Copyright © 2022 – alur.com.br. Todos os direitos reservados. Os preços, promoções, condições de pagamento, frete e produtos são válidos exclusivamente para compras realizadas via internet. Fotos meramente ilustrativas. Alur Medical Ltda. CNPJ: 28.716.179/0001-05 – Endereço: Rua Joaquim Pedro Soares, 959, Guarani – Novo Hamburgo – RS

ACESSO AO SISTEMA

Direitos Reservados da Alur: Todos os materiais contidos neste media kit estão protegidos por direitos autorais da Alur Medical®. Qualquer uso não autorizado ou reprodução sem permissão é estritamente proibido. Agradecemos a sua colaboração em respeitar esses direitos e promover os nossos produtos de maneira ética e legal.